O Vestibular 2011 da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) seguirá o mesmo modelo utilizado no Vestibular 2010, exceto para o curso de Oceanografia, que terá o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como fase única e passará a integrar o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do Ministério da Educação (MEC). A decisão foi tomada hoje (16), em reunião do Conselho Universitário. Outra deliberação do conselho diz respeito à realização do vestibular de meio de ano para a opção dos cursos de Engenharias, que integrará o calendário da seleção para as vagas da segunda entrada nestes cursos.

Como defendeu o reitor Amaro Lins durante os debates na reunião, o modelo do Vestibular 2010 foi positivo e a manutenção do processo seletivo será proveitoso para os estudantes e a UFPE. Ainda segundo o reitor, as escolas de educação básica já estão absorvendo o novo processo de ensino proposto pelo Enem, promovendo o aprendizado do conteúdo em detrimento da simples memorização de informações.

No Vestibular 2011, a nota do Enem valerá 50% da média do candidato. Os outros 50% serão calculados a partir das provas aplicadas pela Comissão de Vestibular (Covest) que, diferente do ano anterior, deixarão de incluir a redação, cuja nota será aproveitada do Enem, e o exame de língua estrangeira, que também será contemplado pelo Enem. A Covest aplicará prova de língua estrangeira apenas para os cursos que possuem a disciplina como matéria específica.

DEMANDA – A inclusão do curso de Oceanografia, vinculado ao Centro de Tecnologia e Geociências (CTG), no Sisu atende a uma demanda específica desta graduação, que tem como uma das características a mobilidade estudantil. Desta maneira, a adesão ao sistema unificado irá facilitar a vinda de estudantes de outros estados, o que já ocorre devido à pequena oferta de vagas no País (existem apenas 10 cursos de Oceanografia no Brasil. A UFPE disponibiliza 25 vagas no vestibular). Essa característica foi identificada a partir de uma análise de conjuntura nacional.

A aprovação do vestibular do meio de ano para as Engenharias foi comemorada pelo diretor do CTG, professor Edmilson Lima. A medida, segundo Lima, evitará que os estudantes aprovados para a segunda entrada fiquem longe dos estudos durante um semestre e cheguem “destreinados” à Universidade. De acordo com o professor, o índice de reprovação de alunos da segunda entrada em disciplinas do curso é duas vezes maior que o número de reprovados dos ingressantes na primeira entrada. Com a mudança, serão oferecidas 385 vagas no primeiro vestibular e 270 vagas no segundo.

COMISSÃO – Durante a reunião do Conselho Universitário, ficou definida, ainda, a criação de uma comissão para avaliar e aprimorar o Vestibular da UFPE. O trabalho será realizado por membros do conselho, que ainda serão definidos, numa ação conjunta com a Pró-Reitoria para Assuntos Acadêmicos (Proacad) e a Covest. Um dos pontos a serem analisados é a inserção de questões discursivas no processo seletivo de ingresso à Universidade, sugestão apresentada durante a reunião de hoje.

De acordo com a pró-reitora para Assuntos Acadêmicos, Ana Cabral, a UFPE já analisa os vestibulares dos anos anteriores, com o objetivo de aprimorar o exame. Agora, o trabalho será realizado através de uma comissão formal de conselheiros, que deverá ser montada na próxima semana e os trabalhos serão iniciados em seguida.

VAGAS REMANESCENTES – As vagas remanescentes do Vestibular 2010 da UFPE serão preenchidas através de um novo vestibular, a ser realizado ainda neste semestre. Serão oferecidas 190 vagas para as Engenharias – CTG, no Campus Recife, e 115 vagas para as Licenciaturas em Física, Matemática e Química, no Centro Acadêmico do Agreste (CAA), em Caruaru. A novidade foi anunciada hoje (16), pelo Conselho Universitário, que se reuniu no Centro de Tecnologia e Geociências (CTG), Campus Recife.

As provas para Engenharias – CTG seguirão o padrão do Vestibular 2010, ou seja, a nota do Enem será utilizada em substituição à primeira fase e os candidatos passarão por uma segunda fase promovida pela Comissão de Vestibular (Covest), com provas de química, física, matemática, redação e questões discursivas de português. Não haverá prova de língua estrangeira.

Já em Caruaru, a nota do Enem será dispensada e a média do candidato será composta apenas pelas provas aplicadas pela Covest. No primeiro dia, haverá exames de redação e duas questões discursivas, português, literatura, língua estrangeira, história e geografia. No segundo dia, serão aplicadas provas de química, física, matemática e biologia. A medida, segundo o reitor Amaro Lins, visa a beneficiar os estudantes do interior que não realizaram o Enem. “Temos que ampliar esta oportunidade a todos os estudantes”, afirmou. O CAA irá oferecer 40 vagas em Física, 40 em Matemática e 35 em Química.

As datas de lançamento do edital do Vestibular 2010.2, das inscrições e das provas ainda serão definidas pela Covest. De acordo com a pró-reitora para Assuntos Acadêmicos, Ana Cabral, o vestibular será finalizado até julho, já que as aulas começam no mês de agosto.

Votação do Conselho Universitário

Manutenção do modelo utilizado no Vestibular 2010 para o Vestibular 2011, com exceção de Oceanografia (somente o Enem):
32 votos a favor
06 votos contra
03 abstenções

Realização de dois vestibulares para o curso Engenharias – CTG:
36 votos a favor
07 votos contra
01 abstenção

Fonte: www.ufpe.br

Anúncios

Sobre Pré-Acadêmico Atitude

O Pré-Acadêmico Atitude é um curso pré-vestibular desenvolvido por estudantes e profissionais formados pelas universidades públicas de Pernambuco. O curso é destinado aos alunos e ex-alunos da rede pública de ensino, assim como aos bolsistas da rede particular. O Projeto surgiu a partir da observação do perfil dos estudantes das Universidades Públicas no Brasil, que é composto em sua maioria por estudantes provenientes das camadas mais privilegiadas da sociedade. O curso também introduz para os alunos a idéia da Economia Solidária, Direitos Humanos e Cidadania. As aulas são ministradas por graduandos e profissionais graduados da UFPE, UFRPE, UPE e Faculdadades particulares de Recife. O curso funciona, atualmente, na escola Professor Trajano de Mendonça no bairro de Jardim São Paulo, Recife. No site, você vai ficar informado das novidades sobre o Pré-Acadêmico Atitude e sobre os vestibulares do Estado de Pernambuco.

»

  1. Luana Andrade disse:

    O curso de Engenharia-CTG havera um novo Enem ou valera o de 2010?

    • Luana, para esta segunda entrada dos cursos de Engenharia do CTG, a UFPE usará as notas do ENEM realizado no ano passado, que será equivalente a nota da 1ª fase. Portanto, é necessário que o alunos tenha realizado o ENEM ano passado.
      Será realizada uma prova de 2ª fase de Matemática, Física, Química, Redação e questões discursivas de Português. Não haverá questões de Língua Estrangeira.
      Qualquer outra dúvida, pode perguntar.

  2. Ana disse:

    Quando abrem as inscrições? E quando aconteceram as provas para o vestibular de engenharia CTG 2010 ?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s